Quando brilha a tradição.

Voltar para Rituais

Sabragem

Remontando às batalhas de Napoleão Bonaparte, famoso por abrir o champanhe com seu sabre, na vitória e na derrota, a arte da sabragem tornou-se uma cerimônia exclusiva na nossa série de Rituais Noturnos. O St. Regis executa esta cerimônia tradicional ao pôr do sol para comemorar um dia no campo de polo ou para acolher novos hóspedes.

“Champanhe: na vitória, é merecido; na derrota, é necessário.”

—NAPOLEÃO

Destinos

A sabragem no mundo

Participe de uma rica celebração da história com a sabragem do champanhe nos hotéis e resorts St. Regis em todo o mundo.

 

 

Criação histórica

Feito à mão no lendário escritório Haute Orfevrerie da Christofle em Yainville, Normandia, o sofisticado sabre traz um design requintado executado pelos artesãos especializados de Christofle.

Uma assinatura com muita história

O padrão em diamante icônico da marca St. Regis adorna a guarda de prata, enquanto três logotipos da marca foram gravados na base do sabre, homenagens ao primeiro hotel St. Regis em Nova York.

Design diferenciado

Seja proprietário de um pedaço da história com um sabre criado em colaboração com visionário prateiro Christofle, inspirado no estilo atemporal do St. Regis.

Para reservar o seu sabre e ter uma aula de com um mestre em sabragem, ligue para 1-800-599-2352.

Um guia para a sabragem

Vivencie a sua própria celebração do pôr do sol com a arte tradicional da sabragem.

Um guia para a sabragem

Um champanhe vintage jovem ainda com pressão na rolha é ideal para a sabragem. Prepare a garrafa colocando-a para gelar entre 7-8 °C por 24 horas para diminuir a pressão e a vibração.

  • Deite a garrafa de cabeça para baixo em um balde de gelo por cerca de 20 minutos antes de abrir.
  • Quando estiver pronto, descubra a cortiça removendo o metal na sua totalidade. Então, solte e descarte a cesta de arame.
  • Apontando a garrafa para cima, passe cuidadosamente a lâmina do sabre ao longo do corpo, em direção ao pescoço. A força da espada ao atingir a base do pescoço da garrafa irá quebrar o vidro. A rolha e o colar vão permanecer intactos e o champanhe estará pronto para um brinde.